Por que eu escolhi o documental?

Fotografia Documental: Por que eu escolhi seguir esse caminho?

Hoje eu quero abrir meu coração e mostrar pra vocês porque eu escolhi a fotografia documental e porque eu faço questão de compartilha-la com o mundo!

Primeiramente, eu preciso apresentar a fotografia documental pra vocês, né?! A fotografia documental é o ramo mais pessoal da fotografia contemporânea. Além disso, ela conta uma história ou uma emoção de um determinado momento por meio de apenas um clique. O documental exige espera, paciência e agilidade do fotógrafo. Ainda mais, exige planejamento e conhecimento do que será fotografado.

A minha história com a fotografia documental…

Assim sendo, eu preciso inserir a minha história com a fotografia documental: desde de muito pequena eu sempre me envolvi emocionalmente nas amizades, nos relacionamentos, no colégio, e enfim, em tudo que eu fosse fazer! Assim, depois de muito buscar o autoconhecimento, percebi que o que me encantava na fotografia, além das belas imagens, era o sentimento que elas passavam pra quem as visse.

Conforme o tempo passava, meu pai também me lembrava do quanto eu amava ver fotografias antigas da família (isso era rotineiro pra mim) e que eu deveria mesmo investir nisso como profissão.

Naturalmente, eu resolvi juntar meu amor por entender, planejar e conhecer o que eu irei fotografar, com o amor que eu tenho pelas fotografias que eu vi desde pequena nos arquivos de família. Ou seja, escolhi o meu estilo de fotografia naquilo que mais vibrava meu coração!

Com o propósito de explicar pra vocês o porque compartilho dessa ideia, deixo aqui várias fotografias do arquivo da minha família… Essa é a uma das minhas seleções favoritas!

Por fim, deixo minha mensagem de carinho pra minha família também: Obrigada por registrarem tão bem a vida inteirinha de vocês. Em outras palavras, obrigada por me proporcionarem sentimentos profundos quando vejo esses registros.
E o mais importante: Obrigada por me apoiarem no sonho de fotografar a vida de outras pessoas, como vocês fotografaram a nossa!

Um grande beijo da fotógrafa mais melosa e emotiva do planeta! hehehehe

Conheça a realidade das fotos que estão guardadinhas aqui em casa, em papel, na caixinha mais valiosa do mundo!
Essa é uma das que eu mais amo, se não a minha favorita. Eu e mamãe no sofá de casa. (Inclusive acho que era natal, a época mais família do ano. hehehe)
Eu, papai e minha táta (lá no fundo). Diz que ela me fazia umas carninhas pra chupar, deve ser por isso que eu era tão gordinha. heheheh
Acho que peguei o lugar da mamãe! Essa foto foi feita num parque aquático que a gente sempre passava os finais de semana. 🙂
Por que você gosta de fazer foto das pessoas dormindo? Ta aí a resposta! Vocês não tem ideia de quanta foto minha dormindo existe nessa casa. hehehehe
Essa é a foto do dia do noivado dos meus pais! Almoço na casa da sogra depois sim!
Papai dormindo sim!
Churrasquinho dos namorados!
Foto emburrada? Temos também! Agora o motivo a gente deixa pra lá. hehehehe
Eu gosto demais dessa foto! Meu tio Marcos, irmão da minha mãe, sempre com o violão no braço. E meus pais abraçadinhos!
Depois de comer um miojo, na sala de casa, com o primo.
Polly, papai e Thiago. Meus primos e meus pais em mais uma foto que é a cara deles!
Aniversário do Vô Santo. Com a tia Jane brigando com alguém, como sempre. E tio Marcos tirando sarro de alguma coisa, como sempre também. Quanto valor nesses registros!
Oh lááááá! Primeiro jantar casados!!! Foto com prato na mão não precisa ser feia, né?!
Tio Marcos e a Polly, tocando um violão na varanda da casa da minha avó.

Enfim, sou suspeita pra falar, né?
Definitivamente, esse foi o post que eu mais me emocionei escrevendo. É simplesmente esse sentimento que eu quero deixar pras famílias, casais e pessoas que eu fotografo. Isto é, espero que daqui uns anos vocês possam sentir o que eu senti hoje.

Um abraço apertado em vocês!!! <3

4 comentários em “Por que eu escolhi o documental?

  1. Cleusa says:

    Parabéns Bru! Momentos lindos da vida! Todo e muito mais sucesso pra você! Emocionante como todo o seu trabalho, muita paixão pelo que faz! 🙏👏👏👏❤️

  2. Marcos says:

    Jesus!!!! Q bonito. Parabéns do violeiro (Tio Marcos -atualmente já na terceira idade). Tudo que é feito com o coração, emociona profundamente. Parabéns sobrinha – vai longe essa menina!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *